Squirting, a invenção dos filmes pornôs


A ejaculação feminina (vulgar: squirting, do inglês to squirt "esguichar"; japonês: shiofuki) é caracterizada pela excreção de líquidos pela vagina durante o orgasmo. Teorias que afirmam existir a ejaculação feminina foram fortemente refutadas por muitos autores, como o fisiologista Joseph Bohlen,  por não ser baseada em procedimentos científicos.
Em 1983, a psiquiatra Helen Kaplan Cantor afirma: "Ejaculação feminina nunca foi cientificamente comprovado e é altamente questionável, para dizer o mínimo." Helen Kaplan Cantor ainda afirma que o que foi comprovado é o fenômeno de mulheres que urinam no momento do orgasmo.
Em 2015, uma estudo realizado no Hospital Parly II, na França, liderado pelo ginecologista Samuel Salama, fez exames e testes bio-químicos em sete voluntárias que liberavam quantidade de líquido suficiente pra encher um copo imediatamente após o orgasmo Nos sete casos analisados, o líquido tratado como ejaculação, era urina pura.

Comentários